Grupo de Pesquisa CNPq

Investigação em Regência e Interpretação Musical – IRIM

 

O IRIM (Investigação em Regência e Interpretação Musical) é um grupo de pesquisa que se propõe realizar estudos voltados a quatro eixos: técnicas de regência, interpretação musical, execução musical e educação musical tendo a regência como objeto desse estudo. O objetivo geral do IRIM é pesquisar, produzir e conectar trabalhos acadêmicos de diversas áreas científicas com a finalidade de discutir a regência sob diferentes perspectivas. Para isso, o grupo investiga a regência musical em suas relações históricas, teóricas, estéticas, musicais e comunicacionais, buscando em outros campos teóricos, novas possibilidades de compreensão do objeto aplicadas à regência contemporânea.

Objetivos específicos

 

  1. Desenvolver aporte teórico-metodológico para investigar a teoria da regência em assuntos que contemplam a teoria da música e performance numa perspectiva multidisciplinar;

  2. Discutir a regência musical segundo modalidades da comunicação (linguagem gestual), entendendo-a não só nos moldes tradicionais, mas unindo-a a outras possibilidades e técnicas de regência contemporânea;

  3. Promover o debate de pesquisas e conexão de pesquisadores que estudem o tema da regência/interpretação musical por meio da realização de eventos científicos;

  4. Publicar material teórico e prático voltados aos temas da regência e ou interpretação musical, decorrente de resultado de pesquisas ligadas á área.

O grupo de pesquisa Investigação em Regência e Interpretação Musical (IRIM) propõe-se a realizar pesquisas referentes a regência/interpretação musical e produzir material teórico e prático atendendo os seguintes subtemas:

  • Técnicas de regência: determinação de repertório, técnicas de ensaio, programação de concertos e atividades correlatas à direção artística de um grupo musical. Estudos sobre as possibilidades e formas de conhecimento envolvidas no processo de interpretação de repertório e transcrição dos mesmos para outras formações musicais. 

  • Educação Musical: a formação do regente-educador, seu campo de atuação, seu papel sócio educacional; o ensino coletivo em grupos musicais, didática e metodologias. 

  • Interpretação musical: iniciação e formação artística do correpetidor de orquestra, músico (pianista) qualificado para executar obras escritas para orquestra, bandas de música; prática de execução de partituras orquestrais em sala de aula sob a condução de um regente; estudo analítico do repertório para coral, banda e orquestra  

  • Execução musical: discussão teórica no campo da comunicação e arte da performance acerca do papel do corpo na construção da regência, performance como dispositivo de significação da linguagem gestual. 

As pesquisas repercutirão na produção de material científico voltado à metodologia do ensino da regência, produção de arranjos e transcrições para banda sinfônica, performance musical e interpretação de conjuntos sinfônicos.

 ​​

Linhas de pesquisa

Arte e educação

musical

Técnicas de

regência

Regência e

performance

Tradução e intertextualidade

© 2018