Coleção IRIM

v.1 / dez. 2019

ISBN: 978-85-7826-766-7 (E-book)

APRESENTAÇÃO

 

O Simpósio de Regência e Interpretação Musical – SIRIM tem como objetivo propor a discussão acadêmica sobre temas ligados à formação do regente e seu campo de atuação. Como objetivo específico, pretende fomentar a divulgação de pesquisas científicas em conformidade com os diversos grupos de trabalhos (GTs) e por meio de comunicações orais.

Os organizadores do evento estimulam pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação em música e áreas afins, regentes de corais, bandas e orquestras, instrumentistas e coralistas, educadores musicais, que trabalham e atuam em escolas de educação básica, escolas especializadas, instituições municipais e socioeducativas a participarem e a submeterem seus trabalhos científicos.

O SIRIM é um evento coordenado pelo grupo de pesquisa Investigação em Regência e Interpretação Musical – IRIM veiculado ao Curso de Música da Universidade Estadual do Ceará. O programa de Graduação e Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o curso de Graduação em Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Universidade Federal do Ceará (UFC e UFC-Cariri) – através do grupo de pesquisa Investigação em Regência e Interpretação Musical e do Laboratório Banda Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará –, uniram-se para promover o I Simpósio de Regência e Interpretação Musical, tendo como tema: A formação do regente: competências formativas, possibilidades de ação e desafios profissionais.

 

Coordenadores do SIRIM

 

Marcio Landi

Inez Martins

EXPEDIENTE

 

Coordenação Geral

Presidente

Dr. Marcio Spartaco Nigri Landi (UECE)

 

Vice-Presidente

Dra. Inez Beatriz de Castro Martins Gonçalves (UECE)

 

Comitê Científico

Inez Beatriz de Castro Martins Gonçalves (UECE)

Ewelter de Siqueira e Rocha (UECE)

Alfredo Jacinto Barros (UECE)

Mário Tadeu Siqueira Barros (UECE)

Gerardo Viana Júnior (UFC)

Filipe Ximenes Parente (UFC)

Marco Antônio Silva (UFC - Cariri)

José Robson Maia de Almeida (UFC - Cariri)

Márcio Mattos Aragão Madeira (UFC - Cariri)

Marcelo Jardim de Campos (UFRJ)

José Maurício Valle Brandão (UFBA)

Marcos Botelho Lage (UFG)

Adeline Annelyse Marie (UFC- Sobral)

Marco Antônio Toledo (UFC- Sobral)

 

Conferencistas

Roberto Clemente Ramos López (UFRN)

André Luiz Muniz Oliveira (UFRN)

Erickinson Bezerra de Lima (UFRN)

Marcio Spartaco Nigri Landi (UECE)

 

Debatedores

Leandro Serafim (UFC)

Ênio Antunes

Robson Lima 

Potiguar Fontenele (UECE)

Gerardo Júnior (UFC)

Alfredo Barros (UECE)

 

Mediadores

Ewelter Rocha (UECE)

Inez Martins (UECE)

Mario Tadeu (UECE)

 

Editor

Marcio Landi

​​NORMAS PARA INSCRIÇÃO DE RESUMO SIMPLES

 

  1. O título do trabalho não deve possuir mais que 10 palavras, em caixa alta, centralizado e em negrito;

  2. O nome do(s) autor(es), no máximo três, deve vir abaixo do título alinhado a direita, com referência a Instituição a qual está vinculado e e-mail;

  3. O resumo deve ser digitado em Times New Roman, tamanho 12, espaçamento simples, justificado, em parágrafo único, iniciando com a palavra resumo em caixa alta e negrito e margens da folha: superior: 3,0; esquerda: 3,0; inferior: 2,0 e direita: 2,0;

  4. A extensão do resumo simples deve possuir no mínimo 250 palavras e no máximo 1 (uma) lauda, explicitando com clareza o objetivo, procedimentos metodológicos, resultados (parciais ou finais) e conclusões;

  5. Em parágrafo posterior, ao final do resumo, devem ser incluídas três a cinco palavras-chave, separadas por ponto e vírgula, com a última, finalizada com um ponto. A “Palavras-chave” inicial deve ser digitado em Times New Roman, tamanho 12, espaçamento simples, justificado, iniciando com a letra maiúscula, em negrito, com dois pontos no fim. ​​

NORMAS PARA INSCRIÇÃO DE ARTIGOS

 

  1. O título do trabalho não deve possuir mais que 10 palavras, em caixa alta, centralizado e em negrito;

  2. O nome do(s) autor(es), no máximo três, deve vir abaixo do título alinhado a direita, com referência a Instituição a qual e está vinculado e e.mail;

  3. Possuir no seu início o resumo simples (ver acima as normas de resumo);

  4. Conter 07 a 10 laudas, com resumo e referências bibliográficas incluídos;

  5. As notas devem vir em rodapé;

  6. Citações e referências bibliográficas de acordo com as normas da ABNT.

  7. Deve ser digitado com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento entre linhas de1,5, parágrafo de 1,5 e margens da folha: superior: 3,0; esquerda: 3,0; inferior: 2,0 e direita: 2,0.

 

NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS

 

Os trabalhos – artigo e resumo simples – devem ser enviados, anexados em Word, para o e-mail irim@uece.br com a identificação do GT escolhido, conforme relação mencionada acima. Para a submissão, o trabalho não deve constar o nome dos autores. No texto a ser anexado para o evento, o(s) nome(s) do(s) autor(es), filiação institucional e e-mail deve(m) aparecer somente na versão final do trabalho que será reenviado após o parecer da comissão científica. No campo "assunto" você deve escrever se é “resumo simples” ou “artigo” e o “GT” escolhido, de acordo com a categoria de seu trabalho. No corpo do e-mail, escreva o título do trabalho, nome dos autores, filiação institucional e e-mail.

​​​​

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ORAL

 

  1. Todos os trabalhos serão apresentados na modalidade oral - resumos simples e artigos;

  2. Os resumos simples terão a duração de dez minutos; 

  3. Os artigos serão com duração máxima de quinze minutos.

 


OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

  • Os trabalhos que não atenderem às normas de formatação descritas acima e as normas da ABNT serão automaticamente eliminados;

  • O material aceito para apresentação e publicação será utilizado em sua versão original, mas sofrerá adequações de diagramação;

  • Todos os participantes inscritos no SIRIM receberão certificados de participação do evento. Para os que vão apresentar oralmente os trabalhos que foram previamente escritos e aceitos, só receberão o certificado de “apresentação de comunicação oral” o participante que apresentar seu trabalho presencialmente e assinar a lista de presença;

  • A revisão do português e normalização, nos(s) trabalho(s), é de responsabilidade do(s) autor(es);

  • Cada autor poderá inscrever somente 1 (um) trabalho como autor principal (seja ele resumo ou artigo) e cada trabalho poderá conter no máximo 2 (dois) coautores,somando-se até 3 (três) nomes por trabalho. Entre autoria e coautoria cada inscrito só poderá participar de no máximo três trabalhos.

  • Os participantes que apresentarem presencialmente seus trabalhos terão seus textos publicados nos Anais eletrônicos do Simpósio 2018 se tiverem sido devidamente reenviados com as alterações solicitadas pelos pareceristas dentro do cronograma indicado no site.;

  • A taxa de inscrição deverá ser paga por todos os autores e coautores, sendo a mesma cobrada individualmente por autor e coautor(es), e não por trabalho;

  • A taxa de inscrição não será devolvida em hipótese nenhuma.

v.1 dez. 2019

EDIÇÃO COMPLETA

Baixar edição completa  PDF

SUMÁRIO

 

Competências formativas do regente

 

O PAPEL DO REGENTE: DE SUA CONSTITUIÇÃO NO PASSADO À SUA FUNÇÃO ARTÍSTICO SOCIAL NO PRESENTE 

Marcio Spartaco Nigri Landi 

Inez Martins Gonçalves 

 

RELAÇÕES ENTRE A FORMAÇÃO DO MESTRE DE BANDA DA BAHIA E TRÊS CURRÍCULOS DE GRADUAÇÃO

Joel Luis Barbosa

 

METACOGNIÇÃO E BANDA DE MÚSICA: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO

Marco Antonio Toledo Nascimento

 

Possibilidades de ação e desafios profissionais do regente

 

O MAESTRO DE ORQUESTRA E O MERCADO DE TRABALHO: PERSPECTIVAS E DESAFIOS 

Camila Carrascoza Bomfim 

 

O REGENTE PROFESSOR: REFLEXÕES EM GRUPOS AMADORES E ESTUDANTIS

Marcos Botelho 

 

JOGOS MUSICAIS NO CANTO CORAL: MOTIVAÇÃO E POSSIBILIDADES

Jéssica Barbosa de Sales

Performance e interpretação musical

COMPOSITOR-REGENTE E REGENTE-INTÉRPRETE: CARACTERÍSTICAS HISTÓRICAS E INTERPRETATIVAS

Willian Aparecido Ciriaco da Silva

André Luiz Muniz Oliveira

O REGENTE NA CONSTRUÇÃO DA SONORIDADE DA BANDA SINFÔNICA

Frances Serpa

 

ENSAIO SOBRE AS RELAÇÕES ORQUESTRAIS NO CONCEITO PERFORMÁTICO DE PAUL ZUMTHOR

Caio Anderson Ramires

ARTICULAÇÃO MUSICAL NAS SONATAS PARA PIANO DE W. A. MOZART

Nelma Maria Moraes Dahas Jorge

O USO DAS TÉCNICAS ESTENDIDAS NA PEDAGOGIA DA FLAUTA TRANSVERSAL.

Paulo Ferreira da Costa

GARIMPANDO SONS: CATALOGAÇÃO DAS COMPOSIÇÕES DE LUIZINHO DUARTE 

Karine Freire Teles Alves Luciana Rodrigues Gifoni 

O regente como educador musical

FUNDAÇÃO RAIMUNDO FAGNER E O ESPETÁCULO GLORIADE VIVALDI

Ezequiel da Silva Moreira

CAMPO E HABITUS NO ENSINO COLETIVO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS

Magali F. Bielski Serafim

NÍVEIS DIDÁTICOS PARA INICIAÇÃO EM INSTRUMENTOS DE SOPRO: NOTAS/RITMOS

Tenison Santana dos Santos

Resumo dos trabalhos apresentados no I Simpósio de Regência e Interpretação Musical

A APLICAÇÃO DA ARTICULAÇÃO “P-M-I” EM TRECHOS ESCALARES PARA VIOLÃO

Jeias Silvestre Silva de Araújo

A CONTRIBUIÇÃO ''THE SCORE, THE ORCHESTRA, AND THE CONDUCTOR” DE GUSTAV MEIER PARA TÉCNICA DE REGÊNCIA

Édipo Matias Bezerra

A MÚSICA E O DESENVOLVIMENTO COGNITIVO DE BEBÊS

Andrêssa da Silva Lopes

Vanessa Lima de Carvalho

Luciana Rodrigues Gifoni

A PRÁTICA DA TRADUÇÃO COMO AÇÃO FORMATIVA: UMA EXPERIÊNCIA NO CURSO DE MÚSICA

Lucas Barreto Santos

Luciana Rodrigues Gifoni

ARTE E MÚSICA NA ESCOLA: DEBATES E DIÁLOGOS

Luciana Moreira Teixeira

AS FUNÇÕES COGNITIVAS IMPLICADAS NA REGÊNCIA DE ORQUESTRAS UNIVERSITÁRIAS

Adeline Stervinou

Leticia Muniz da Costa

Kátia Sousa Ferreira

CONHECENDO POLIRRITMIAS NAS OBRAS PARA FLAUTA SOLO DE LIDUINO PITOMBEIRA

Samuel Pereira de Castro

Heriberto Cavalcante Porto Filho

ESTUDO ORGANOLÓGICO DOS INSTRUMENTOS DE TECLAS

Benedito Júnior Florêncio Lopes

FUNÇÃO E GESTUAL DO REGENTE EM UM GRUPO MUSICAL

Kleiser Gomes de Oliveira

INTRODUÇÃO AO SOLFEJO A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DE MOVIMENTOS DISTINTOS PARA A MARCAÇÃO DOS COMPASSOS MUSICAIS

Christian Emanoel Aires Pinheiro

METODOLOGIAS DE ENSINO DE TROMPETE EM CURSOS MEDIOTEC

Washington de Sousa Soares

MÚSICA, MOVIMENTO, EXPRESSÃO CORPORAL - MEDIANDO APRENDIZAGEM DE CRIANÇAS SURDAS

Paulo Bruno de Andrade Braga

Luciana Rodrigues Gifoni

Marilene Calderaro Munguba

O ENSINO DE MÚSICA NA ESCOLA WALDORF MICAEL FORTALEZA

Carla Rebecca Carneiro de Souza Freitas

PELOS OLHOS DO CEGO: O ESCURO MUSICALIZADOR

Alef James Braga Fonseca

PRÁTICAS CULTURAIS E IDENTIDADES NO SUBCAMPO VIOLONÍSTICO DE FORTALEZA

Sarita Cristina Saito

UMA VIAGEM ATRAVÉS DA MÚSICA E DANÇA MEDIEVAL E RENASCENTISTA

Elidia Clara Aguiar Veríssimo

Taynah Monte Façanha Barreto

YOUSICIAN: UMA FERRAMENTA DE INICIAÇÃO À LEITURA PARA PIANO

Yago Fernando Bastos de Castro

 

 

EXPEDIENTE

APRESENTAÇÃO

INTRODUÇÃO

Capa e ficha catalográfica

 
 
 
 
© 2018